Jean Sibelius

 

Johan (Jean) Julius Christian Sibeliussibelius-pintura

Jean Sibelius nasceu em 8 de Dezembro de 1865 em Hameenlinna, uma pequena guarnição militar ao norte de Helsinki, na Finlândia. Seu pai morreu durante a epidemia de cólera, quando ele tinha ainda 2 anos, deixando uma grande dívida financeira. Sua mãe, com os filhos, teve que ir morar com a avó materna.

Já aos 5 anos de idade, o pequeno Janne, como era chamado, já tocava pequenas melodias e acordes ao piano. Aos 10 anos, Janne já era capaz de tocar de cor partes de um concerto. Foi com esta idade que escreveu sua primeira composição, “Vesipisaroita” (Pingos d’Água) para violino e violoncelo.

Em 1880, após receber aulas de violino, formou com sua irmã Linda, que tocava piano, e seu irmão Christian, que tocava violoncelo, um trio para apresentações musicais. O repertório, além dos clássicos românticos vienenses, já incluía músicas de câmara compostas por Janne.

No outono de 1885, Sibelius mudou-se para Helsinki para estudar direito na Universidade. Na mesma época, ele entrou para o Instituto de Música de Hielsinki, atualmente conhecido como Academia Sibelius. Logo em seguida, ele abandonou o curso de direito para dedicar-se exclusivamente ao violino e, depois, às composições. Toda esta dedicação culminou na sua primeira obra prima, Sinfonia em Lá menor para Quarteto de Cordas. Em seguida, Sibelius continuou seus estudos em Berlin e Viena, onde começou a fazer os primeiros rascunhos de sua grande sinfonia “Kullervo”.

No verão de 1.892, Sibelius casou-se com a jovem Aino Järnefelt, com quem teve seis filhas. Em 1.899 ele escreveu a peça Aténarnes sång (A canção da gerra de Tyrtaeus). Esta canção foi um protesto patriótico contra a dura dominação russa do regime Czarista. A partir deste momento, Sibelius foi identificado como um dos precursores do sentimento nacionalista Finlandes.

Suas composições mais famosas são Finlândia, Valsa Triste, Concerto para Violino em Dó menor e o Cisne de Tuonela, além de muitas outras peças, como, algumas inspiradas no poema épico Kalevala de Elias Lönnrot, sete sinfonias e centenas de canções para voz e piano e, a ópera “Jungfrun i tornet”, que permanece ainda não publicada.

Uma de suas sinfonias, Musique Réligieuse Opus 113, escrita em 1.927, que posteriormente em conjunto com “Praising Hymn” (Hino de Glórificação) e “Ode to Fraternity” (Ode à Fraternidade), escritas em 1.946, formam um conjunto musical completo para os três graus maçônicos.

Jean Sibelius, o mais famoso compositor finlandês, morreu aos 91 anos, no dia 20 de setembro de 1.957 na cidade de Ainola na Finlândia.